“Compreender tudo não é perdoar tudo.”

Pelo contrário! – bravejou Freud, suas feições assumindo a severidade de um profeta hebreu. Compreender tudo não é perdoar tudo. A análise nos ensina não apenas o que podemos suportar, mas também o que podemos evitar. Ela nos diz o que deve ser eliminado. A tolerância com o mal não e de maneira alguma um corolário do conhecimento.
Ler mais: http://www.psicologiasdobrasil.com.br/o-valor-da-vida-uma-entrevista-rara-de-freud/#ixzz48dQ1eXWU

Anúncios