“Não, é que vivo em eterna mutação, com novas adaptações a meu renovado viver e nunca chego ao fim de cada um dos modos de existir. Vivo de esboços não acabados e vacilantes. Mas equilibro-me como posso, entre mim e eu, entre mim e os homens, entre mim e o Deus.”

Clarice Lispector. Um Sopro de Vida (Pulsações) .

Anúncios

solidao

Imagem

“Repito por pura alegria de viver: a salvação é pelo risco, sem o qual a vida não vale a pena!”

:: Clarice Lispector ::

“Eu sou apenas esporadicamente. O resto são palavras vazias, elas também esporádicas.”

:: Clarice Lispector

“Ou toca, ou não toca.”

“Não me prendo a nada que me defina. Sou companhia, mas posso ser solidão. tranqüilidade e inconstância, pedra e coração. Sou abraços, sorrisos, ânimo, bom humor, sarcasmo, preguiça e sono. Música alta e silêncio. Serei o que você quiser, mas só quando eu quiser. Não me limito, não sou cruel comigo! Serei sempre apego pelo que vale a pena e desapego pelo que não quer valer… Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato. Ou toca, ou não toca.”

:: Clarice Lispector ::

Vontade de fazer coisa errada

“Que vontade de fazer coisa errada. O erro é apaixonante. Vou pecar. Vou confessar uma coisa: às vezes, só por brincadeira, minto. Não sou nada do que vocês pensam. Mas respeito a privacidade: sou pura de pecados.””

:: Clarice Lispector :: , no livro “Um Sopro de Vida”

EU, alquimista de mim mesmo. Sou um homem que se devora? Não, é que vivo em eterna mutação, com novas adaptações a meu renovado viver e nunca chego ao fim de cada um dos modos de existir. Vivo de esboços não acabados e vacilantes. Mas equilibro-me como posso entre mim e eu, entre mim e os homens, entre mim e o Deus.

Clarice Lispector, Um Sopro de Vida (Pulsações)

Previous Older Entries