Khalil Gibran

Um pouco do pensamento de Khalil Gibran

Obras

  • “Para entender o coração e a mente de uma pessoa, não olhe para o que ela já conseguiu, mas para o que ela aspira.”
– To understand the heart and mind of a person, look not at what he has already achieved, but what he aspires to.

– Spiritual sayings of Kahlil Gibran – página 35, Kahlil Gibran, Anthony Rizcallah Ferris – Heinemann,1963 – 94 páginas
  • “Alguns ouvem com as orelhas, outros com o estômago, outros ainda com o bolso e há aqueles que não ouvem absolutamente nada.”
– Some hear with their ears, some with their stomachs, some with their pockets; and some hear not at all

– Spiritual sayings of Kahlil Gibran – página 14, Kahlil Gibran, Anthony Rizcallah Ferris – Heinemann, 1963 – 94 páginas
  • “A neve e as tempestades matam as flores, mas nada podem contra as sementes.”
– The storms and snow may kill the flowers, but cannot deaden the seeds

– Spirits rebellious – página 59, Kahlil Gibran, Anthony Rizcallah Ferris, Martin L. Wolf – Philosophical Library, 1947, ISBN 0802205828, 9780802205827 – 120 páginas

Mais

Anúncios

Rolam as Pedras

Vejo sonhos livres, pais, irmãos e filhos
Corpos tão estranhos aos meus
Acho que eu existo dentro da cidade
Quase que me sinto Deus

Tudo está tão certo que parece errado
É onde não consigo me achar
Luzes da verdade na realidade
Sempre estão mudando de lugar

Rolam as pedras, devem rolar
Sou como as pedras pra te encontrar
Rolam as pedras, devem rolar
Sou como as pedras pra te encontrar

Vejo em branco e preto coisas coloridas
Na vida que tentaram me dar
De frases escritas, frases esquecidas
Que nem posso mais me lembrar

Tudo tão errado que parece certo
Foi difícil me nivelar
Depois na infância e da liberdade
Que nem sempre quer me acompanhar

Teus filhos não são teus filhos

Teus filhos não são teus filhos.
São filhos e filhas da Vida, anelando por si própria.
Vêm através de ti, mas não de ti,
E embora estejam contigo, a ti não pertencem.
Podes dar-lhes teu amor, mas não teus pensamentos,
Pois que eles têm seus pensamentos próprios.
Podes abrigar seus corpos, mas não suas almas,
Pois que suas almas residem na casa do amanhã, que não podes visitar sequer em sonhos.
Podes esforçar-te por te parecer com eles, mas não procures fazê-los semelhantes a ti,
Pois a vida não recua, e não se retarda no ontem.
Tu és o arco do qual teus filhos, como flechas vivas, são disparados
……………………….
Que a tua inclinação, na mão do arqueiro, seja para a alegria.
Khalil Gibran

Mais

Women Voices

Are you doing what you love right now?

Vídeo

“As a man believes so is he.”

The Book of Proverbs in the Old Testament (23:7)