Arrojo

“Há quem enalteça o arrojo dos moços. Besteira. Apenas os que tremem de medo podem se revelar destemidos. Moços tremem pouco. Por isso, não necessitam de coragem. Os velhos, em compensação, tremem muito. Já aprenderam que a vida é um cristal. Ainda assim, se levantam cotidianamente e arrastam a própria fragilidade pelas ruas. Difícil imaginar atitude mais corajosa”

por Armando Antenore no Confessionário Laís Bodanski
Revista Bravo – Setembro 2010

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: